Loading...
Uncategorized

E se fosse eu? Fazer a mochila e partir.

“Este ano, cerca de 100.000 homens, mulheres e crianças de países em guerra no Médio Oriente, Norte da África e Sul da Ásia fugiram de um cenário de guerra nas suas casas e aventuraram-se em barcos de borracha pelo Mar Egeu para Lesbos, na Grécia.
Infelizmente poucos chegam ao seu destino com mais do que os seus bens essenciais. Os seus bens contam as histórias sobre o seu passado e as esperanças que têm para o futuro. “

Apresentamo-nos, assim, solidários com a campanha. Os objetos abaixo seriam os pertences que a Direção da APEF levaria consigo caso necessário (1 objeto por cada elemento da Direção)

#ESEFOSSEEU
#ESEFOSSEEUAPEF

A APEF, como entidade envolvida e inserida na realidade social do seu país e do mundo, alia-se ao Conselho Nacional de Juventude (CNJ), à Plataforma de Apoio aos Refugiados, à Direção-Geral da Educação (DGE) e ao Alto Comissariado para as Migrações, I.P. (ACM, I.P.), para promover uma Ação de Sensibilização neste dia 6 de abril.

Esta atividade tem por objetivo sensibilizar as crianças e os jovens para a realidade dos refugiados, promovendo assim o compromisso de bem acolher quem procura proteção humanitária e concretizando os princípios de uma sociedade democrática e inclusiva. 

Vídeo da campanha aqui.

Deixar uma resposta