Controlo e Garantia de Qualidade

Indústria Farmacêutica

No Controlo de Qualidade de matérias-primas e de medicamentos, a posição do farmacêutico encontra‐se adequadamente regulada, através de diretivas e normas regulamentares comunitárias sobre as responsabilidades do Qualified Person, o Farmacêutico responsável. Esta resulta das competências profissionais e da formação académica dos farmacêuticos nas áreas de controlo de qualidade, formulação, desenvolvimento galénico, tecnologia farmacêutica e sistemas de qualidade e produção industrial de medicamentos.

 

A secção de Controlo de Qualidade é uma área de extrema importância numa indústria e, para isso, é essencial dominar as Boas Práticas aplicáveis por forma a cumprir todos os requisitos das autoridades de saúde. Para isto os farmacêuticos que estejam a exercer funções nesta área devem dominar os principais métodos analíticos utilizados bem como validar os mesmos métodos, protocolos e relatórios, não esquecendo que os mesmos devem implementar planos e métodos de amostragem e interpretar os dados analíticos recolhidos.  

 

A área de Garantia da Qualidade é responsável por implementar medidas que visem garantir que os medicamentos e os medicamentos experimentais tenham a qualidade necessária para a utilização prevista e, para isso, é necessário fazer a verificação dos produtos, fazer recolhas de mercado, gerir as amostras, gerir as devoluções e reclamações

                                              

Tal como no controlo de qualidade, a garantia da mesma é assegurada pela implementação de um sistema de Garantia de Qualidade de acordo com as Boas-Práticas de Fabrico, Boas-Práticas de Distribuição, e outras normas aplicáveis, bem como também pela elaboração e manutenção do Manual da Qualidade.