Associação de Grossistas de Produtos Químicos e Farmacêuticos

Fundada em 1931, com a designação de Associação Comercial de Droguistas do Sul de Portugal, surge em 1975, após várias alterações de nomenclatura, a GROQUIFAR – Associação de Grossistas de Produtos Químicos e Farmacêuticos.

Tem como Missão:

  • Representar as empresas associadas, ajudando-as no estudo e resolução dos problemas da importação, exportação e distribuição de produtos químicos e farmacêuticos, defendendo os seus legítimos interesses e em geral, prosseguindo todas as atividades e finalidades que contribuam para o justo progresso das empresas associadas;

  • Desenvolver uma ação interventiva junto do Governo e Entidades Oficiais;

  • Estreitar e ampliar relações com a Administração Pública, com vista a desenvolver ações permanentes na defesa dos interesses dos associados;

  • Promover e apresentar propostas legislativas respeitantes a matérias do interesse dos setores da Associação;

  • Promover o entendimento, a solidariedade e o apoio recíproco entre as empresas associadas, com vista a um melhor e mais eficaz exercício dos direitos e obrigações comuns;

  • Representar as empresas associadas junto da Administração Pública, das outras associações congéneres ou não, nacionais ou estrangeiras, e das instituições representativas dos trabalhadores, com vista ao desenvolvimento sócio-económico do setor e do país e com vista à resolução dos problemas comuns;

  • Negociar e celebrar com os sindicatos interessados, nos termos legalmente estabelecidos, convenções coletivas de trabalho obrigatórias para todos ou para parte dos associados, bem como prestar assistência na preparação e negociação de acordos coletivos de trabalho de empresa;

  • Associar-se a terceiros, promover e participar em protocolos e acordos que revistam interesse para a prossecução dos fins estatutários;

  • Estruturar serviços de apoio que se adequem às necessidades de dinamização e assessoria das empresas associadas;

  • Prestar serviços de divulgação e informação aos seus associados;

  • Realizar colóquios, conferências e outras atividades de interesse para os associados;

  • Estabelecer com outras entidades económicas, permuta de informação na procura de soluções de interesse recíproco relevante para os setores;

  • Desenvolver ações de formação profissional nas áreas de maior interesse para as empresas associadas, bem como em áreas específicas setoriais;

  • Dispor de bases de dados a nível técnico, legislativo e documental, tendo em vista a realização de estudos de natureza económica de reconhecida utilidade para as empresas associadas, e gerando simultaneamente um valor acrescentado de efeito multiplicador, não só para as para as entidades envolvidas como para o mercado em geral.