Análises Clínicas

O Farmacêutico é um profissional que consegue atuar em variadíssimas áreas, nomeadamente na vertente das análises clínicas, dada a sua formação química e analítica. As áreas nas quais os Farmacêuticos atuam enquanto analistas são: Hematologia, Bioquímica, Microbiologia, Imunologia, Endocrinologia, Alergologia, Monitorização de Fármacos, Toxicologia Clínica, Análise Forense, passando pelas análises orgânicas e inorgânicas através do estudo de águas, resíduos e alimentos. As análises ambientais de água e alimentos, as análises clínicas e genética humana e as análises toxicológicas são também áreas de atuação do Farmacêutico deste setor.

Estes profissionais desempenham diversas funções associadas ao diagnóstico laboratorial, através de um serviço personalizado nos laboratórios de proximidade, designadamente:

·      Colheita, preparação, conservação e transporte de produtos biológicos;

·      Determinação e validação de parâmetros analíticos;

·      Validação biopatológica dos resultados;

·      Informação clínica e comunicação com o prescritor e cidadão;

·      Ações de prevenção da doença e promoção da saúde;

·      Gestão e controlo da qualidade dos Laboratórios de Análises Clínicos.

 

           Graças à intensa formação laboratorial, o Farmacêutico tem ocupado um lugar essencial nas análises químico-biológicas com variadas aplicações, já que se caracteriza como um profissional multifacetado e que faz a ponte entre os profissionais de equipas multidisciplinares..

Testemunho

Daniel Barreira

O meu nome é Daniel Barreira e estudei na Faculdade de Farmácia da Universidade de Lisboa. Actualmente trabalho como Gestor de Marca no Fernanda Galo Laboratórios acumulando também a responsabilidade de Farmacêutico Responsável pelo Laboratório de Hematologia. Iniciei este percurso em 2014 com a realização de estágios nas várias valências laboratoriais, tendo em visa a Candidatura ao Título de Especialista em Análises Clínicas pela Ordem dos Farmacêuticos, tendo passado pelas valências de Bioquímica e Endocrinologia, Genética Humana, Imunologia, Hematologia, Microbiologia e Patologia Molecular.

Os Laboratórios de Análises Clínicas são responsáveis por cerca de 70% dos diagnósticos clínicos realizados pelo que são meios complementares de diagnósticos indispensáveis aos cuidados de saúde. Em Portugal os Laboratórios de Análises Clínicas estão inseridos no Serviço Nacional de Saúde seja nos laboratórios públicos hospitalares seja na rede complementar de laboratórios convencionados com o Serviço Nacional de Saúde, laboratórios esses de natureza jurídica privada ou social, com uma vocação para a prestação de cuidados de saúde de proximidade aos seus utentes.

Deste forma os profissionais que neles trabalham tem um conhecimento profundo da necessidade que as populações tem de obter um diagnóstico atempado e de qualidade para que melhor possam prevenir e monitorizar a doença mas também monitorizar os seus tratamentos farmacológicos.

O Farmacêutico tem ocupado um lugar essencial na medicina laboratorial com variadas aplicações, já que se caracteriza como um profissional multifacetado que tanto pode assumir a Direcção Técnica destes laboratórios, validar biopatologicamente boletins analíticos, e integrar equipas multidisciplinares das várias valências laboratoriais que compõe a especialidade de Análises Clínicas/Patologia Clínica.

Para desempenhar este trabalho, temos de ter um espirito permanentemente curioso dado que é uma área com constante inovação tecnológica e médica, dinâmico, gostar de trabalhar em equipa e ter um gosto pela área analítica/laboratorial, assumindo permanentemente um espirito de responsabilidade uma vez que lidamos com todo o tipo de pessoas com doença. É uma área que exige estudo e actualização permanentes.