Loading...
REFlexusUncategorized

Individual Mobility Project – Testemunho

“Desde o início do mês de novembro, tenho tido a oportunidade de fazer parte da Mylan no Departamento de European Policy and Market Access, em Bruxelas, através do IMP Placement da EPSA. Descobri este programa através da divulgação nas redes sociais da EPSA e, como o timing coincidia com o final da minha posição anterior, decidi concorrer. Após uma fase de seleção da parte da EPSA, coube à empresa fazer a seleção final dos candidatos através de respostas a perguntas em vídeo e de uma entrevista presencial, após a qual fui selecionado. Devo à minha experiência associativa, em especial no NEF/AAC e na APEF, este resultado, pois foi nestas estruturas que desenvolvi o meu interesse pela área de Health Policy que, infelizmente, pouco é abordada no âmbito do plano curricular do MICF na FFUC (e na maior parte das restantes faculdades em Portugal). Ter que trabalhar estes tópicos a nível nacional e internacional fez-me estar à vontade não só com muitos dos temas, mas também com o conhecimento das próprias estruturas de policy making em Saúde e sobre como defender/analisar/criticar estas temáticas.

Este programa (IMP) é uma excelente oportunidade para recém-graduados, pois estabelece a ponte entre o jovem profissional e a empresa, mas também permite uma grande flexibilidade (se não total) na negociação entre o profissional e o empregador, no que toca às condições do contrato.

O meu conselho aos estudantes que estiverem a ler esta revista, desta fantástica associação que é a APEF, é o mesmo de sempre: Envolvam-se. Pesquisem e informem-se sobre organizações e estruturas nacionais e internacionais nas quais podem concorrer aos seus programas, ou até participar na suas estruturas. Uma das grandes beneces desta participação ativa é o crescimento e desenvolvimento pessoal, e, com isto, tudo o resto virá.”

Paulo Mendes

 

Texto produzido por: Sara Alcarpe, FFULisboa

Deixar uma resposta