Ensino Farmacêutico

O Ensino Farmacêutico em Portugal remete as suas origens para o século XVI na Universidade de Coimbra, alastrando-se posteriormente para as Universidades de Lisboa, Porto, Algarve, Beira Interior, Lusófona, Fernando Pessoa e Açores (este último apenas como preparatório) e para os Institutos Universitários Egas Moniz e de Ciências da Saúde.

 

Ser professor universitário exige um grau académico de Doutor, obtido por uma graduação de Doutoramento.

 

A entrada na carreira de docente universitário realiza-se através de concursos abertos pelas Instituições de Ensino Superior (IES), não estando o Estado relacionado com a abertura de concursos de acesso nem de qualificação.

Para além disso, existe uma carreira de docente universitário na qual se entra como Professor Auxiliar (nas Universidades) ou Professor Adjunto (nos Politécnicos). Os concursos podem ser consultados aqui.

TESTEMUNHO

Faculdade onde estudou: Faculdade de Farmácia da Universidade de Lisboa

Helena Margarida Ribeiro é professora Associada da Faculdade de Farmácia da Universidade de Lisboa (FFUL)

Tem mais de 35 anos de experiência como docente de tecnologia farmacêutica e de produtos cosméticos. Coordena os cursos de pós graduação de Atualização e de Aperfeiçoamento: Dispositivos Médicos, do conceito ao mercado e os de Cosmetologia Avançada (b-Learning), as disciplinas de Produtos de Saúde do Mestrado em Regulação de Medicamento e de Produtos de Saúde na FFUL, a Dermofarmácia e Cosmética e é co-responsável pela disciplina de Dispositivos Médicos do Mestrado integrado em Ciências Farmacêuticas FFULisboa.

Exerceu funções de pesquisa e desenvolvimento de produtos cosméticos na Academica Mme Campos. Foi bolseira na L’Oreal, Paris, na Université Libre de Bruxelles e na Universidade de Strathclyde onde trabalhou no desenvolvimento de produtos para aplicação tópica (cosméticos e medicamentos). Tem várias dezenas de artigos publicados, capítulos de livros, patentes e comunicações. Tem obtido diversos prémios nacionais e internacionais, no âmbito da investigação científica e da prestação de serviços à comunidade. 

Funções que desempenha: Professora Associada da Faculdade de Farmácia da UL

Perfil para a área em questão: Paixão pela área de trabalho, ter conhecimento científico sólido e sempre atualizado, iniciativa, capacidade de comunicação e abertura para o que nos rodeia quer na investigação, quer no mercado, quer na área regulamentar.

Desafios da área em questão: Permanente atualização. Trata-se de uma área que está constantemente em mudança e inovação, quer do ponto de vista regulamentar, quer do ponto de vista científico.