O Departamento de Saúde e Ação Social baseia a sua ação na educação de duas grandes áreas imprescindíveis para complementar a formação curricular dos estudantes do Mestrado Integrado em Ciências Farmacêuticas (MICF): a Promoção da Saúde e a Intervenção Cívica.

Neste sentido, o departamento assenta as suas prioridades na promoção da prática farmacêutica, na educação para a saúde e na discussão de políticas de saúde, com vista à integração dos estudantes nestas prioridades de uma forma ativa e consciencializada do papel interventivo que o farmacêutico, enquanto profissional de saúde, assume na prestação de cuidados e serviços de saúde e na promoção para a literacia em saúde.

Pretende-se consciencializar os estudantes para a urgência dos mesmos se tornarem Agentes de Saúde Pública, educando a população nas mais diversas áreas de ação dos farmacêuticos.

Por outro lado, existe a crescente necessidade de fomentar o espírito de partilha, entreajuda e responsabilidade entre os estudantes – valores estes que cada vez mais têm emergido como características necessárias ao perfil do Farmacêutico.

Atualmente, um bom futuro profissional de saúde não é só aquele que é dotado de conhecimentos técnico-científicos, mas também é um indivíduo capaz de atender às necessidades da comunidade, conseguindo intervir cívica e socialmente, de forma a solucionar problemas ou dilemas com os quais se depara, com a consciência das problemáticas da sociedade onde se insere.